Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

Meu compromisso é com a Memória do "Invisível".

Pelo direito a autodeterminação dos povos e apoiando a descolonização do saber.

Ano 5523 de Abya Yala

523 anos de Resistência Indígena Continental.

JALLALLA PACHAMAMA, SUMAQ MAMA!

Témet timuyayaualúuat sansé uan ni taltikpak
Nós mesmos giramos unidos ao Universo.
Memória, Resistência e Consciência.

12.11.09

Sabedoria Pipil

PhotobucketPhotobucket


Témet timuyayaualúuat sansé uan ni taltikpak
Nós mesmos giramos unidos ao Universo.





Sua língua é o Nahuat ou Pipil que pertence ao grupo  conhecido por Uto-Azteca. Originalmente vieram do México e depois alguns grupos imigraram  até algumas regiões da Guatemala, El Salvador e Honduras. Otros grupos deslocaram-se para várias regiões da Nicarágua aonde deram origem aos Nicaraos.
De acordo com as fontes "oficiais" os Pipil estão extintos na Guatemala, Honduras e Nicarágua permanecendo os de El Salvador. Porém, como em outras populações que foram consideradas extintas é bem possível que eles estejam ainda sob o manto da invisibilidade, sem reconhecimento ou qualquer outro direito.

Para ter mais informações:
http://www.native-languages.org/pipil.htm 
Música:
http://www.goodnoise.com/album/Various-Artists-The-Pipil-Indians-of-El-Salvador-MP3-Download/11031466.html



E-Mail

Postagens populares

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros."