Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

Meu compromisso é com a Memória do "Invisível".

Pelo direito a autodeterminação dos povos e apoiando a descolonização do saber.

Ano 5523 de Abya Yala

523 anos de Resistência Indígena Continental.

JALLALLA PACHAMAMA, SUMAQ MAMA!

Témet timuyayaualúuat sansé uan ni taltikpak
Nós mesmos giramos unidos ao Universo.
Memória, Resistência e Consciência.

18.9.09

Poesia Zapoteca

Photobucket



Binhakbiá chét guyedll Ibi'chlloki,
ka' yeo bill yabin nhák ke
Bál'ake, yeo'nhan ka' yózen
Zéj llnhiten, chét biyabillen
Lo' yix'kuan
Chét bi yechen tnhez, 

lo'nhis'tao yalhanhe...
Yel'yachnhan muslhas llíw ga'tezé.


Os rios não regressam,
as lágrimas tampouco.
Os rios vão se consumindo 
no caminho,
. na espessura, nos lagos,
nas semeaduras
ou no mar aberto  
ou simplesmente são secos pelo tempo.
Mario Molina Cruz


* Língua do poema: Yalálag Zapoteca




*Os Zapoteca são um grupo de nações indígenas (das regiões elevadas do centro-sudoeste do México) que ficaram conhecidos como o "Povo das Nuvens" porque eram totalmente voltados para o Cosmos.
Na atualidade, estima-se que mais de 500 mil pessoas falem este grupo de línguas, na sua maioria no estado de Oaxaca (México) que em Zapoteca significa País das Nuvens.


E-Mail

Postagens populares

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros."