Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

Meu compromisso é com a Memória do "Invisível".

Pelo direito a autodeterminação dos povos e apoiando a descolonização do saber.

Ano 5523 de Abya Yala

523 anos de Resistência Indígena Continental.

JALLALLA PACHAMAMA, SUMAQ MAMA!

Témet timuyayaualúuat sansé uan ni taltikpak
Nós mesmos giramos unidos ao Universo.
Memória, Resistência e Consciência.

12.8.10

A Baunilha-Vanilla Mill (Lenda Totonaca)



Contam que Xanath, filha de nobres Totonacas, famosa por sua beleza, vivia em um palácio perto do centro cerimonial de El Tajin, que era a capital do seu povo.
Um dia, quando a menina ia colocar uma oferenda em uma placa colocada sobre o abdômen do     
Deus Chac Mool (mensageiro divino), teve a chance de encontrar casualmente a Tzarahuin (que significa Pintassilgo), que era um homem jovem  que gostava de assobiar, e surgiu entre eles um amor à primeira vista. 

Mas o romance era difícil de  prosperar porque Tzarahuin era pobre, morava em uma casinha humilde rodeado por terras férteis que abundavam as graviolas, abacaxis e abóboras. Apesar das diferença de classe social, os namorados reuniam-se fugazmente quase diariamente, quando o rapaz ia levar as suas colheitas ao mercado, e em pouco tempo surgiu uma paixão sincera que tomou conta de seus corações.
< Xanath uma tarde quando passou por um templo sagrado, sentiu o olhar penetrante do deus gordo, que se caracterizava pela grande barriga, na testa raspada e a pluma tripla, e desde então o senhor da felicidade se dedicou a Xanath A menina conseguiu se desviar em um primeiro momento, mas o deus astuto encontrou uma forma para revelar seus sentimentos e ao ser rejeitado, a alegria de costume se transformou em raiva e ameaçou a menina dizendo que ia desencadear a fúria do deus Tajin, se não concordasse com suas exigências amorosas.

O alerta fez tremer Xanath com medo, mas ela não traiu Tzarahuín. 
O deus gordo então, decidiu ganhar a confiança do pai da menina para influenciar a mente de Xanath. Ele convidou-o para seu palácio, revelou muitos segredos divinos  e o seu  interesse na menina bonita, por isso recebeu total apoio para se casar com ela. 
Xanath teve de suportar mais um assédio do deus  Chac Mool e seu pai a obrigou a aceitar um novo compromisso, que seria fatal, porque depois de ter falado "não" de novo para o senhor da felicidade, ele, irritado, jogou um feitiço sobre a menina que foi transformada em uma planta orquidácea, com flores brancas e requintado sabor conhecida como Baunilha. 


E enquanto Choc Mool acredita que foi vingado, dele  existem apenas vagas lembranças, porém, temos uma forte presença da Baunilha até hoje, cuja essência é muito popular na culinária e confeitaria em muitas regiões do mundo. 

Os Totonaca são uma nação originária do México que vivem na atualidade no estado de Vera Cruz. Quando os espanhóis chegaram, em1519, encontravam-se dispersos pelas regiões dos atuais estados de Puebla, Tabasco e Vera Cruz. A sua cultura destacava-se pela cerâmica, esculturas em pedra e arquitetura, considerada avançada para a época. Foram os construtores da cidade pré-colombiana de El Tajín. Aliaram-se à  Cortés e  forneceram cerca de 13 mil homens para ajudarna conquista dos Aztecas.

Atualmente as línguas totonacas são faladas por cerca de  90 mil pessoas.


E-Mail

Postagens populares

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros."