Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

Meu compromisso é com a Memória do "Invisível".

Pelo direito a autodeterminação dos povos e apoiando a descolonização do saber.

Ano 5523 de Abya Yala

523 anos de Resistência Indígena Continental.

JALLALLA PACHAMAMA, SUMAQ MAMA!

Témet timuyayaualúuat sansé uan ni taltikpak
Nós mesmos giramos unidos ao Universo.
Memória, Resistência e Consciência.

5.4.10

Grupo RBS (televisão) ignora os Charrua do sul do Brasil


Histórias Extraordinárias do Grupo RBS: Os Últimos Charruas
Apesar de terem sidos reconhecidos em 2007 pelo governo federal e estadual, os Charrua foram totalmente ignorados nas filmagens do referido curta metragem além de serem "representados" por cantos Guarani o que caracteriza um grande desrespeito com a cultura e dignidade Charrua.
A RBS é uma afiliada da rede Globo.


O Avatar Charrua
RBS extermina os Charrua do RGS.
Ao contrário dos Na´vi de Pandora retratados no aclamado Avatar, os Charrua do Rio Grande do Sul existem e lutam pela sobrevivência como comunidade tradicional. Sua luta não é contra os exploradores do filme, mas é por reconhecimento como povo indígena e pelo direito básico à cultura, moradia, saneamento e trabalho digno. Talvez por ser real e dura, a luta destes guerreiros não seja interessante para Hollywood e nem para os produtores gaúchos da série Histórias Extraordinárias da RBS. Nesta produção chamada de "Os últimos Charruas", não houve nenhuma palavra sobre a sua existência, num mar de frases sobre o extermínio histórico no Uruguai. A cena do almoço onde ocorreu a traição foi feita com um grupo Guarani local, pago e convencido a fazê-lo pela FUNAI, mesmo contra a vontade expressa dos Charrua. No fim, a frase mensagem "em homenagem ao povo Charrua do RGS", que deveria ser assinada por Custer também, porque os Charrua, para eles, definitivamente não existem.
Para este pessoal, é melhor falar do passado longínquo e ignorar o presente, enquanto assistem e se deliciam com a saga dos Na´vi de Pandora.

Saudações ecossocialistas e indigenistas.
Movimento Ecológico Popular





Fonte:



Cacique Geral  e Xamã da Nação Charrua

Aquab foi incansável na luta pelo reconhecimento da Nação Charrua que aconteceu em 2007. Eles receberam terras do governo federal mas não possuem os recursos necessários para a sua subsistência. Como todas os povos indígenas do Brasil, a Nação Charrua precisa de ajuda para plantarem e produzirem alimentos, assim como para a confecção da Arte Charrua. Toda a ajuda é bem-vinda, quem quiser  fazer alguma doação por favor entre em contato pelo e-mail.

*Acuab was tireless in the struggle for recognition of the Nation Charrua happened in 2007. They received land from the federal government but do not have the resources for their livelihood. Like all indigenous peoples of Brazil, the nation Charrua needs help to plant and produce food as well as for the making of art Charrua. Any help is welcome, anyone who wants to make a donation please contact us by e-mail:

charrua_rs@yahoo.com
ou
sill.scaroni@gmail.com

E-Mail

Postagens populares

Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no mundo, então somos companheiros."